Lesão de Stener- Visão comparativa entre as modalidades diagnósticas (RM x USG)

Atualizado: 15 de Set de 2020

Rotura do ligamento colateral ulnar (LCU) da articulação metacarpofalangeana do polegar, com desinserção distal e retração.

Associa-se interposição da aponeurose adutora (lesão de Stener).


PONTOS INTERESSANTES

  • Observe o grau de resolução da ultrassonografia em comparação à ressonância magnética

  • Descubra a manobra adequada para auxiliar o diagnóstico e documentar em movimento à interposição da aponeurose adutora








Avaliação dinâmica ultrassonográfica demonstrando a desinserção e retração do ligamento colateral ulnar. Destaca-se interposição da aponeurose adutora no plano da lesão, com consequente reduzida mobilidade.


Manobra ultrassonográfica demonstrando deslizamento fisiológico da aponeurose adutora do polegar.


Desta forma, ambos são excelentes métodos de imagem para as lesões de Stener, embora a ultrassonografia proporcione melhor resolução e possibilidade de avaliação dinâmica, sobretudo, em casos indefinidos pela ressonância.




127 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
 

(011) 3394-0200 (Marcação de Exames)

©2020 por Dr. Marcos Felippe. Orgulhosamente criado com Wix.com