Tendinopatia dos flexores associado a dedo em "gatilho"

Atualizado: 12 de Set de 2020

A tenossinovite "estenosante" dos flexores, conhecida como dedo em "gatilho", é uma condição caracterizada por dor no trajeto dos tendões flexores associada à dificuldade de flexão ou travamento do movimento dos dedos, que podem permanecer em posição de flexão.

O paciente, ao realizar a flexão do dedo ou polegar, apresenta uma posição semelhante ao do disparo de um gatilho.

Avaliar à ultrassonografia:

  • grau de tendinopatia ou tenossinovite dos flexores

  • espessura da polia A1

  • excursionamento tendíneo às manobras dinâmicas e local da restrição

  • outras condições associadas ao bloqueio (cistos gangliônicos)

Atualmente houve banalização do diagnóstico das tendinopatias. Com aparelhos melhores e dedicação ao exame é possível determinar com confidência as alterações relacionadas. Veja nos vídeos a seguir.



Tendões flexores com aspecto normal e apresentando excursionamento preservado.



Tendinopatia dos flexores caracterizada por espessamento e alteração ecotextural. Associa-se espessamento da polia A1 (plano metacarpofalangeano). As manobras dinâmicas (através de flexão das articulações interfalangeanas) denotam restrição da mobilidade tendínea, com deformação dos contornos/ abaulamento tendíneo no plano desta polia (seta cinza). Observe também, o processo inflamatório peritendíneo, com espessamento, irregularidades e hipoecogenidade da bainha (setas verdes).

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo